O papel da cibersegurança na era digital

Na imagem há o que parece ser a figura de um homem sentado (é possível ver desde suas pernas à seu pescoço) vestindo terno e usando um tablet. As palavras "data protection" estão escritas na imagem, relacionadas à cibersegurança.

Atualmente, a digitalização já domina grande parte de nossas vidas. Não só a forma como consumimos entretenimento ou nos comunicamos sofreram impactos da tecnologia, mas também a nossa educação, saúde, lazer, entre outros aspectos da experiência humana — e é aí que surge a necessidade vital da cibersegurança.

Com essa digitalização desenfreada, a tecnologia se torna uma necessidade no nosso dia a dia. E à medida que isso acontece, surge também a necessidade de proteger nossos sistemas, dados e infraestrutura contra ameaças cibernéticas.

Neste artigo, te explicaremos o conceito de cibersegurança e sua importância na era digital, além de te ensinar a se proteger — de forma pessoal e organizacional. Continue a leitura!

O que é cibersegurança

Cibersegurança — ou segurança cibernética — diz respeito à proteção de sistemas, redes, dispositivos e dados contra ataques cibernéticos. Qualquer ação que afete a confidencialidade e informações digitais pode ser considerada um ataque cibernético.

Atividades maliciosas que comprometam a integridade e disponibilidade de sistemas, acessos não autorizados, roubo de informações confidenciais e destruição de dados também configuram ataques cibernéticos.

Portanto, o objetivo da cibersegurança é garantir, como o próprio nome já diz, a segurança no uso de recursos de tecnologia da informação. Na prática, isso significa proteger dados sensíveis e infraestruturas digitais — contra as ameaças cibernéticas que já citamos —, usando antivírus, firewalls, criptografias, entre outras medidas protetivas.

A importância de segurança cibernética

Nossos dados pessoais e empresariais não estão mais em HDs, mas sim em bancos de dados online. Logo, com o armazenamento em massa de informações confidenciais em ambientes virtuais, os riscos de ataques cibernéticos se tornaram uma preocupação.

Você deve conhecer alguém que já teve sua identidade roubada ou passado por alguma fraude financeira — ou, pior ainda, você mesmo já foi vítima de algum desses crimes. Mas, o fato é: não é preciso passar por isso para entender que os resultados de ataques cibernéticos dos mais “simples” aos mais complexos podem ser arrasadores.

Ao acompanhar os noticiários, a impressão é de que a cada semana surge uma nova espécie de golpe que configura ataque cibernético. Novas estratégias para contornar as defesas que já existem estão sendo desenvolvidas a todo momento, fazendo com que esses ataques estejam cada vez mais refinados.

E os desafios da cibersegurança não param por aí: além da necessidade constante de atualização de medidas de segurança contra ataques cibernéticos como os já citados, a falta de informações que conscientizem os usuários pode ser considerada grande aliada de hackers e cibercriminosos.

Como se proteger a nível pessoal e organizacional

Enquanto a nível pessoal as maiores preocupações da cibersegurança giram em torno de fraudes financeiras e roubo de identidade, a nível organizacional as consequências podem ser danos graves à reputação da empresa, paralisação de operações comerciais e perda de dados confidenciais.

Além disso, em ambos os casos, individual e empresarial, ataques cibernéticos podem envolver até mesmo consequências legais. Não há como apontar qual das ameaças é pior — ambas envolvem impactos devastadores. Ou seja: é preciso muito cuidado, seja você um indivíduo ou uma organização.

Algumas das práticas recomendadas básicas de cibersegurança são: uso de autenticação de dois fatores e senhas fortes, atualizações regulares de software, cuidado ao clicar em links suspeitos ou fazer o download de anexos de e-mails não reconhecidos e uso de firewalls e antivírus.

Já para as empresas, o desafio é garantir que a segurança cibernética esteja presente em todas as etapas da operação. Auditorias regulares de segurança, políticas de cibersegurança, tecnologias de segurança avançadas e treinamento de funcionários são tão importantes quanto planos de respostas a incidentes.

E falando em incidentes, para evitar maiores danos e dores de cabeça, o uso sistemas de monitoramento de rede auxilia na detecção de atividades suspeitas e o backup regular de dados é essencial para garantir a recuperação de dados em caso de um ataque que os comprometa.

Criando um mundo digital mais seguro

A Netpoint atua há 28 anos no setor de tecnologia, oferecendo soluções como: gerenciamento de infraestrutura em Cloud (com migração gratuita), infraestrutura streaming e sistema de helpdesk completo.

Desde 1995 oferecemos as melhores soluções e serviços de altíssima qualidade para nossos clientes, e grande parte desse sucesso se deve à nossa dedicação especial à segurança cibernética.

E você, já está aplicando a cibersegurança em sua rotina pessoal e corporativa? Ao dedicar a devida atenção à segurança cibernética, contribuímos com a criação de um ambiente digital mais seguro. Afinal, a digitalização não pretende parar por aqui.

Se você gosta de conteúdos relevantes sobre tecnologia da informação, tendências e marketing digital, fique de olho no Blog Netpoint.

#newsletter

Os melhores conteúdos sobre eventos, transformação digital, experiência do cliente, branding e mais.

Quer saber como obter mais resultados com seus eventos?
Converse agora com um de nossos especialistas!